Conheça mais uma das organizações apoiadas pelo Confluentes em 2022                       

O Odara – Instituto da Mulher Negra, centrado no legado africano e voltado para o fortalecimento e a autonomia das mulheres negras, é mais uma das organizações apoiadas pelo Confluentes em 2022.

Fundado em Salvador, Bahia, em 2010, o Odara trabalha em defesa da equidade racial com recorte de gênero em busca da ampliação da autonomia das mulheres negras e o fortalecimento de políticas que reduzam as opressões e desvantagens enfrentadas por esse grupo. Sua missão é combater o racismo, o sexismo, a lesbitransfobia e outras formas de opressão tendo como meta a liberdade e o bem-viver.

O Odara é coordenado por Valdecir Nascimento, historiadora e mestre em Educação. “Fui educada pela minha mãe com essa perspectiva de autonomia das mulheres e é desse lugar que eu venho, esse é o princípio que me mobiliza — a luta pela emancipação de mulheres que pensam o que querem e conduzem o processo. Eu não acredito que vai acontecer revolução no Brasil puxada pelos homens brancos e/ou negros”, afirmou em entrevista ao Instituto Ibirapitanga. Para ela, a organização “chega em um processo de muitas experiências que maturaram o seu olhar político para a sociedade brasileira”. 

A atuação do Odara é centrada em quatro programas. O de Comunicação promove oficinas de formação de lideranças negras com objetivo de disseminar novas tecnologias e ferramentas de comunicação. O de Direitos Humanos, por sua vez, tem ênfase na formação política para a preservação da diversidade e dos direitos, combatendo o racismo, as violências, o sexismo e a lesbofobia. Já o de Pesquisa e Intercâmbio tem como objetivo formar pesquisadoras negras que desenvolvam ações de reflexão e intervenção sobre a temática das relações raciais e de gênero, enquanto o de Saúde das Mulheres Negras atua com base na Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher. Cada um desses programas é composto por uma série de projetos e ações.

A ONG também está à frente da Rede de Mulheres Negras do Nordeste e do Julho das Pretas,  atividade anual voltada ao fortalecimento da ação política das mulheres negras nas mais diversas esferas da sociedade. Outro projeto de destaque capitaneado pelo Odara é o Espaço Griot – Ana Célia da Silva, acervo bibliográfico de obras produzidas por intelectuais negras.

“Mulheres negras” foi um dos temas escolhidos para balizar a escolha das organizações apoiadas em 2022 pelo Confluentes. A decisão levou em conta os interesses dos nossos doadores, as causas estratégicas que compõem a missão do Confluentes e o alinhamento ao debate público. Todas as doações realizadas serão inteiramente repassadas ao Odara e às duas outras organizações apoiadas, que, com isso, poderão ampliar o impacto de suas atividades e alavancar seus projetos. Ao longo do ano, os confluentes vão interagir com a equipe da ONG numa constante troca de conhecimentos e experiências sobre a questão da equidade racial.

Para saber mais detalhes sobre o nosso trabalho e fazer parte do Confluentes, visite  doe.confluentes.org.br.

Visite também o site da Odara, em www.institutoodara.org.br, e acompanhe as novidades da organização no Instagram: www.instagram.com/odarainstituto.

Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
download udemy paid course for free
download lenevo firmware
Download Premium WordPress Themes Free
download udemy paid course for free
Ver mais posts