Artigo publicado no jornal O Globo em 16/6/22                                                        

Os próximos meses prometem: uma eleição presidencial decisiva para o modelo de sociedade e de política que desejamos; disputas para a Câmara e o Senado, além de governos estaduais e assembleias legislativas; e o enfrentamento das sequelas deixadas pela pandemia. Em meio a tudo isso, será preciso ainda lidar com velhos e novos problemas em nossa tão complexa agenda de necessidades.

Diante de tantos desafios, destaco três temas fundamentais: a garantia da democracia, o combate ao racismo estrutural e a agenda climática e socioambiental. As três causas exigem a reflexão, a mobilização e o engajamento da sociedade civil, incluindo lideranças políticas e cívicas, empresariado e toda a população. São causas estratégicas porque dizem respeito à garantia de direitos conhecidos como difusos e coletivos, que afetam toda a sociedade — tendo impacto direto na raiz das desigualdades e nas ações para reduzi-las.

Em tempos conturbados, quando conceitos que dão sustentação ao Estado Democrático de Direito — igualdade, equidade, justiça, liberdade — são postos em xeque, a ação da sociedade civil se torna ainda mais determinante. Além de servir como protetora dos direitos conquistados, ela tem o papel de propor alternativas para superar as crises e de mobilizar a sociedade para impor uma retomada de rumo.

É graças a esse trabalho que temos hoje parte da sociedade mais consciente da agenda antirracista, da pluralidade de vozes e da garantia a grupos discriminados que sofrem violações sistemáticas. O mesmo acontece na área do meio ambiente: esse não é mais um tema restrito a ambientalistas.

Uma sociedade civil forte, autônoma e unida garante o controle social e participa da construção de melhores políticas públicas. No meio disso, está a filantropia e, em particular, a que identifica e apoia causas estratégicas, de modo a reduzir nossas desigualdades e construir um Brasil mais justo. Não se trata de uma simples frase de efeito. É uma necessidade de curto e de longo prazo.

Como indivíduo, você pode fazer a diferença. Cada cidadã, cada cidadão, junto à sociedade civil, pode colaborar nessa busca por equilíbrio a partir do engajamento cívico e da doação. Filantropia é dar comida a quem tem fome ou agasalho a quem tem frio — algo fundamental neste momento —, mas também apoiar causas e organizações que atuam na defesa dos direitos de todos.

A filantropia estratégica prioriza iniciativas de longo prazo, buscando transformações positivas. Ela luta pela manutenção da democracia, combate o racismo sistêmico, trabalha pela proteção ao meio ambiente, enfrenta as origens, causas e consequências das desigualdades. Olhando para os desafios do presente, ajuda a construir o futuro e a reconstruir o Brasil.

(Veja o artigo no site do jornal pelo link https://blogs.oglobo.globo.com/opiniao/post/filantropia-e-ajuda-para-exercer-direitos.html)

Premium WordPress Themes Download
Premium WordPress Themes Download
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Nulled WordPress Themes
free download udemy paid course
download micromax firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
free online course
Ver mais posts